CASTANHA DO PARÁ PODE AUMENTAR INFLAMAÇÃO

29 de maio de 2019 por Temistocles Neto0

Equilíbrio sempre será uma máxima na alimentação saudável. Prova disso é um estudo publicado recentemente na Revista Nutrition que avaliou a influência do consumo de castanha do Brasil (ou castanha do Pará) em alguns marcadores inflamatórios de mulheres com obesidade.

A castanha do Brasil é uma fonte importante de Selênio, um micronutriente essencial ao sistema anti-inflamatório do organismo. No entanto, o consumo desse nutriente em excesso pode causar prejuízos aos organismo.

Nesse estudo, o consumo de 1 unidade de castanha do Brasil por dia 1261 ug/Se) foi suficiente para incrementar alguns parâmetros pro-inflamatórios nessas mulheres, o que suporta a ideia que excessos podem não ser interessantes.

Fonte: Consumption of Brazil nuts with high selenium levels increased inßammation biomarkers in obese women: a randomized controlled trial, Nutrition, 2019.


Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


logob

Sou formado desde 2010 pela Universidade Federal de Rondônia e moro em Brasília há 8 anos após ter vindo servir o Exército Brasileiro. Sou Servidor da SES/DF há 6 anos na função de Médico de Família e Comunidade/Clínica Médica, sendo função atual na SES.

Posts Recentes

© 2020 Dr Temístocles Neto. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: UPJÁ