IRISINA UM HORMÔNIO ATIVADO PELO EXERCÍCIO

27 de fevereiro de 2020 por Temistocles Neto0
WhatsApp-Image-2020-02-21-at-11.38.19-1200x1200.jpeg

A Irisina, um hormônio descoberto em 2012, aumenta com a atividade física e diminui com a idade. A irisina foi avaliada em adultos jovens e tem sido relatado que, à medida que esse hormônio aumenta há uma elevação na expressão do BDNF (fator ativador de neurônios) e ativação de genes envolvidos no aprendizado e na memoria, evidencias que demonstram que a irisina afeta a função cerebral.
.
Níveis aumentados de irisina periférica estimulam os genes do hipocampo relacionados à neuroproteção, aprendizagem e memoria. Os telômeros são importantes complexos de proteínas de DNA que estão localizados nas pontas dos cromossomos para proteger os genes.
.
O comprimento dos telômeros tem sido correlacionado com o tempo de vida e uma medida do envelhecimento celular. Níveis de irisina podem estimular o comprimento dos telômeros em adultos saudáveis. Os resultados de um estudo clinico recente indicam que os níveis de irisina tiveram um efeito sobre o comprimento dos telômeros das células mononucleares do sangue periférico em indivíduos saudáveis e não obesos. .
.

#irisina #hormonio #atividadefisica #brasilia #proteinas #dna #bsb #planaltinadf #vida #envelhecimento #envelhecimentocelular

logob

Sou formado desde 2010 pela Universidade Federal de Rondônia e moro em Brasília há 8 anos após ter vindo servir o Exército Brasileiro. Sou Servidor da SES/DF há 6 anos na função de Médico de Família e Comunidade/Clínica Médica, sendo função atual na SES.

Posts Recentes

© 2020 Dr Temístocles Neto. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: UPJÁ